Críticas

Petite Messe Solennelle de Rossini

"O soprano Marianna Lima é e foi nesta noite digna dos mais calorosos aplausos, quer pela belissima voz, como por uma esplêndida interpretação, além de atrair a atenção pela sua escultórica beleza! Magnifica!"
Francisco Neves 29/08/2015

Facebook

Opera do Meio Dia - Carlos Gomes

Critica de Lauro Gomes, enaltecendo a interpretação da soprano Marianna Lima e dos outros solistas.

Renaud de Sacchini

"Marianna Lima, soprano, teve três personagens sob a sua tutela. Antiope (comandante das amazonas), Doris (uma confidente de Armide) e a ninfa Coryphée (papel este dividido com a também soprano Nívea Raf). Lima, com sua bela voz, encantou a sala, mostrando todo talento que possui. Cênica e tecnicamente, a soprano é indefectível. Esperamos ver ainda muitas óperas protagonizadas por ela, de preferência heroínas puccinianas e veristas, que, acredito, sejam ideais para sua voz. Brava!"
André Effgen 24/03/2015
http://www.movimento.com/2015/03/o-triunfo-de-armide/


Suor Angelica de Puccini

"Alguns apontamentos sobre a estreia de "Suor Angelica" (G. Puccini) no Projeto Ópera do Meio-dia no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. 

1. Apesar de ter sido realizada no foyer do teatro e com partitura reduzida a piano e vozes como versam os ditames do projeto, a récita de estreia extrapolou aquele espaço e deveria sim ser montada no palco.
2. Com elenco formado por solistas do coro do TMRJ, mais uma vez fica comprovada a qualidade artística dos membros deste importante corpo artístico do Municipal. Foi de uma beleza e perfeição técnica absurdas!
3. É necessário destacar dentre todas as participantes da montagem três das solistas, não que o restante do elenco não tenha sido maravilhoso, mesmo pq estamos falando do coro do municipal.
Destaques - "Suor Genovieffa" - Gisele Diniz (soprano): Técnica esplêndida, voz de beleza ímpar, além de uma firme presença cênica.¨
" La Zia Principessa" - Daniela Mesquita (contralto) : Malignamente fria e sem coração como pede a personagem! E que voz... um contralto daqueles, afinação maravilhosa. 
"Suor Angelica" - Marianna Lima (soprano): Eu realmente fiquei boquiaberto com a performance da soprano, ela conseguiu me fazer verter lágrimas, não só pela sua voz maravilhosa, como também pela sua atuação tão intensa. Fez a sua personagem sem dever em nada às grandes do cenário internacional atual. E o melhor? É que a sua voz tem personalidade, não é como muitos dos novos talentos que vem surgindo por aqui em que vc não consegue diferenciar uma voz da da outra! Mil bravos a ela! 
4. Um conselho à direção do TMRJ.. aproveitem esta montagem e dêem a ela o seu devido lugar com estes solistas maravilhosos que vcs já possuem dentro da casa, ainda temos tempo de expandir a programação e monta-lá com toda a honra que merece!!!"
André Effgen 06/08/2014
Facebook



L'oro non compra amore de Marcos Portugal

"Mas coube ao soprano Marianna Lima o resplandecente protagonismo. Sua Lisetta emanava humor e jocosidade, e a intérprete, com presença de espírito, soube aproveitar as deixas para arrancar boas risadas da plateia. Para citar um dos momentos inesquecíveis, a ária Quel piacere, no primeiro ato, ilustrada por bonitas intervenções do oboé."
Fabiano Gonçalves 11/12/2012



Missa em Si menor para coro, orquestra e solistas de J. S. Bach

Marianna Lima esteve bem sem problemas e ainda participou do coral.
Antônio Rodrigues 13/05/2011